quinta-feira, 3 de julho de 2014

Entrevista com Bianca Sena - Nutricionista

Olá pessoal!
Tudo bem?
Hoje temos uma convidada muito especial no Blog Maquiagem de Dia, a Nutricionista Bianca Sena. O motivo de ter convidado a Bianca para uma entrevista no blog, é que tenho observado no dia a dia muitas pessoas falando sobre dieta, vida saudável, perda de peso, ganho de massa muscular...muita gente falando com propriedade sobre o que não conhece a fundo...e muita gente se desesperando pois quer emagrecer, quer ganhar massa, quer melhorar a vida, mas não sabe por onde começar...
Vamos lá...fiz algumas perguntas para ela e ela foi muito gentil em responder...então desde já fica o meu agradecimento e de todos os leitores/seguidores do Blog Maquiagem de Dia, por nos fornecer informações tão valiosas!

Perguntas:

1.    Bianca, na atualidade, a busca por uma vida mais saudável e pelo corpo “perfeito” tem feito parte do dia a dia da população. A senhora poderia nos dizer o porquê do Nutricionista ser tão importante nesse processo?

O nutricionista é o profissional capacitado para tratar dos assuntos relacionados à alimentação. Hoje em dia com tantos meios de informação, principalmente a internet, as pessoas tem um acesso muito rápido à informação e nem tudo o que se vê ou lê tem embasamento científico. Na falta de informação adequada as pessoas acabam seguindo o que leem e ao invés de melhorar, elas podem piorar a sua saúde. Por isso o nutricionista é tão importante, pois ele auxilia seus pacientes na escolha de alimentos seguros e de refeições balanceadas, para que dessa forma possa haver uma mudança de hábitos alimentares saudáveis e consequentemente uma melhor qualidade de vida.      

1.   Muitas pessoas têm feito dietas extremas visando o emagrecimento rápido e/ou o ganho exagerado de massa muscular. A senhora poderia nos dizer qual o seu posicionamento a respeito dessas dietas?

Eu sou contra qualquer tipo de dieta sem orientação profissional.
As dietas para emagrecimento divulgadas em revistas ou na internet, de um modo geral, são muito restritivas e nutricionalmente pobres e privam o organismo ao acesso de nutrientes essenciais. Na grande maioria dos casos as pessoas seguem essas dietas por um tempo curto, visto que elas geralmente ocasionam sintomas como tontura, irritabilidade, fraqueza e dor de cabeça, causados pela alimentação insuficiente, além de causar o indesejado efeito sanfona.
Muitos praticantes de atividade física na tentativa de aumentar a massa muscular de forma rápida acabam recorrendo à utilização de suplementos alimentares sem prescrição nutricional. Um plano alimentar individualizado é capaz de atender às demandas de nutrientes de um praticante de atividade física e o uso de suplementos deve ser inserido somente se necessário.
Uma alimentação saudável e adequada é a base para qualquer pessoa alcançar seus objetivos de maneira segura. As orientações básicas são: realizar 5 a 6 refeições por dia, alimentar-se de 3 em 3 horas, comer frutas e legumes, aumentar o consumo de alimentos integrais (ricos em fibras), reduzir o consumo de alimentos gordurosos, beber no mínimo 2 litros de água por dia e é claro ser orientado por um nutricionista, pois cada pessoa tem necessidades nutricionais diferentes.
Para garantir sucesso em qualquer meta individual não é necessário passar fome, fazer dietas bizarras ou se “entupir de suplementos”, precisa-se somente de orientação nutricional, força de vontade e prática de atividade física regular, dessa forma é possível alcançar seus objetivos de forma saudável.

Sabemos que existem vários tipos de vitaminas, suplementos e complementos disponíveis no mercado (os comprimidos de farmácia, por exemplo). O que a senhora acha do uso desses produtos por livre e espontânea vontade, sem a verificação da real necessidade desse uso? Algum dano poderá ser observado ao corpo da pessoa que faz esse tipo de uso sem orientação?

Nosso organismo precisa ser nutrido diariamente com quantidades adequadas de vitaminas e minerais, se temos pouca quantidade desses nutrientes teremos uma carência nutricional, e da mesma forma, se tivermos em excesso, causarão prejuízos à saúde podendo levar ao desenvolvimento de diversas doenças. O uso de polivitamínicos pode acarretar prejuízo à saúde se não for prescrito e orientado por um profissional capacitado, visto que estes podem estar excedendo o limite máximo de ingestão diária.
Além de polivitamínicos, encontramos facilmente nas farmácias suplementos alimentares, destinados para praticantes de atividades físicas. Quando ingeridos em excesso, os suplementos podem causar problemas no metabolismo renal e hepático, além de provocar o aparecimento de espinhas e flatulências.  
É importante lembrar que uma alimentação colorida e variada é capaz de fornecer todos os nutrientes que precisamos diariamente, além de tornar a alimentação atrativa e saborosa.

A seu ver, dietas baseadas em substituição de refeições completas por shakes, é uma prática recomendada? Por quê?

Prefiro optar pela alimentação normal, comida!  Uma alimentação que contenha todos os grupos alimentares composta por: cereais integrais, leguminosas, carnes magras, leite e derivados, legumes e frutas apresentam melhor resultado se comparado ao uso de shakes, pois uma refeição balanceada fornece os nutrientes necessários para nosso organismo.
Um fator negativo na utilização de shakes é que nem todos os produtos destinados para este fim fornecem uma boa quantidade de vitaminas e minerais, além de ter uma baixa quantidade de carboidratos e calorias. É importante enfatizar que em dietas com o objetivo para perda de peso, não é necessário retirar ou reduzir drasticamente  nenhum macronutriente (carboidrato, lipídeos e proteínas) e sim reduzir e equilibrar o consumo destes.
O uso de shakes não permite ao indivíduo uma mudança de hábitos alimentares, dessa forma ao descontinuar o uso do produto, pode haver um reganho de peso causado pelo consumo alimentar desequilibrado. Portanto,  a reeducação alimentar deve ser o primeiro passo para a decisão de mudança de estilo de vida.

Em quais casos o profissional Nutricionista deve ser consultado?

O nutricionista deve ser procurado por indivíduos que tenham como objetivo perda ou ganho de peso, hipertrofia muscular, redução de gordura corporal e reeducação alimentar, além de ser essencial o acompanhamento nutricional de pessoas com patologias, como por exemplo: hiperlipidemias, anemias, insuficiência renal crônica, hipertensão arterial, diabetes e outras.
O acompanhamento nutricional é fundamental principalmente em casos de doenças, pois a alimentação em muitos casos deve ser modificada para atender às necessidades patológicas e contribuir com a melhora da qualidade de vida do paciente.

Se a senhora pudesse listar cinco alimentos indispensáveis para um adulto saudável, quais seriam e por quê?

Peixes: principalmente os de água fria como a sardinha, atum e o bacalhau. Os peixes são ricos em ácidos graxos ômega 3, responsáveis por reduzir o risco de doenças cardiovasculares, ajudar a controlar a pressão arterial, diminuir os níveis de colesterol e triglicerídeos e melhorar a função imune. Além do ômega 3, os peixes tem uma grande quantidade de fósforo, ferro e iodo.

Alho: esse alimento possui uma substância química chamada de alicina, responsável pela redução dos níveis de colesterol, prevenção de doenças cardiovasculares e aterosclerose e possui ação antioxidante. 

Castanha-do-Pará: este alimento é rico em selênio, mineral associado com o sistema imunológico e com as funções do sistema nervoso, além de ter propriedade antioxidante, que combate os radicais livres e previne o envelhecimento precoce. Além disso, esse alimento é rico em ômega 3, magnésio, fósforo e vitamina B1.

Aveia: é um cereal de muito boa qualidade nutricional, pois apresenta alta quantidade de proteínas, vitaminas e é rica em fibras. As fibras auxiliam na diminuição dos níveis de colesterol total e LDL, aumentam a tolerância à glicose, proporcionam saciedade e ajudam na redução da perda de peso.

Brócolis: esse alimento é rico em vitaminas C, A e ácido fólico e em ferro, potássio, cálcio e selênio. Possui ainda, antioxidantes capazes de reduzir o risco de câncer, prevenir o diabetes e diminuir a pressão arterial.

Existe um preconceito por parte de algumas pessoas em consultar um Nutricionista por presumirem que o mesmo irá prescrever dietas restritivas e complexas de seguir. O que a senhora pode nos dizer para ajudar a modificar esse pensamento antigo?

Ao contrário do que muitos pensam o nutricionista não elabora planos alimentares complexos ou restritos, que vão deixar a pessoa com fome, Não nós não fazemos isso! Na verdade o que nós queremos é que as pessoas comam, mas de uma forma balanceada, sem excesso ou falta de alimentos.
Uma alimentação saudável inclui a escolha de bons alimentos, realização de 5 a 6 refeições saudáveis por dia e horários regulares para se alimentar. O único obstáculo a ser enfrentado pelos pacientes é que no momento em que se procura um nutricionista, este estará trabalhando para melhor seus hábitos alimentares e isso acontece a partir da Reeducação alimentar.
A reeducação alimentar é um processo pelo qual as pessoas adquirem hábitos alimentares saudáveis e esse processo não ocorre da noite para o dia e sim vai acontecendo aos poucos de acordo com cada indivíduo. Dessa forma, é preciso dedicação ao iniciar um plano alimentar e paciência para colher os bons resultados, afinal de contas, “ninguém dorme gordinho e acorda magro”.

Que pontos do paciente são levados em consideração pelo Nutricionista, para que ele possa prescrever uma dieta específica?

Durante uma consulta nutricional, um dos objetivos é conhecer como a pessoa se alimenta, as suas preferências, aversões e intolerâncias, além de realizar inquérito de frequência de consumo alimentar. O plano dietético que será prescrito deverá atender às necessidades nutricionais de cada paciente e levar em consideração os alimentos que ele não possa consumir em caso de alergias e intolerâncias, além de respeitar os alimentos que ele realmente não goste de comer.
É claro que se o paciente disser que não goste de nenhuma fruta ou nenhum vegetal, o nutricionista não vai prescrever um plano alimentar isento desses alimentos. É preciso acontecer uma mudança de hábitos saudáveis nesses casos e a exclusão desses alimentos não poderá acontecer. Na verdade, tudo acontece com muita conversa e conscientização sobre a necessidade e a importância da troca de hábitos alimentares.

Quais são os possíveis danos à saúde de uma pessoa que leva uma vida totalmente desregrada em relação à sua alimentação (comendo pouco, comendo muito,  comendo porcarias como frituras e gorduras, bebendo muito)?

 Uma alimentação desequilibrada pode causar diversos prejuízos à saúde das pessoas. Uma superalimentação, principalmente rica em gorduras, favorece o ganho de peso e em longo prazo causa obesidade. O sobrepeso e a obesidade são fatores de risco para o desenvolvimento de doenças como o diabetes, aumento das taxas de colesterol, hipertensão e as doenças relacionadas ao coração. Além disso, maus hábitos alimentares podem comprometer o desempenho no trabalho, causar cansaço e falta de energia, provocar distúrbios do sono e mau humor.
Comer pouco também pode causar mal à saúde. Se alimentar com poucos alimentos significa ingerir menos nutrientes que o nosso organismo necessita para manter perfeitamente todas as suas funções. Dessa forma, o indivíduo pode apresentar deficiência de vitaminas e minerais. Cada pessoa possui necessidades diferentes, por isso não se pode generalizar o quanto se deve comer, o ideal é procurar um nutricionista para que ele indique o quanto de acordo com suas necessidades calóricas.
O consumo excessivo do álcool além de causar dependência, pode ocasionar sérios problemas para a saúde dos indivíduos, como cirrose hepática, gastrite, pancreatite aguda, hipertensão arterial e problemas cardíacos e provocar doenças cerebrovasculares.

Qual conselho a senhora da para os leitores do Blog Maquiagem de Dia relacionado à sua profissão?

Nem todas as informações divulgadas pelos meios sociais tem fundamento científico, por isso cuidado com o que você lê e antes de começar a fazer uma dieta ou utilizar suplementos procure orientação de um profissional, pois dessa forma você estará garantindo uma alimentação adequada.
Uma alimentação saudável é fator importante para a saúde e consequentemente para a qualidade de vida das pessoas, pois tem influência no bem estar físico e mental, no equilíbrio emocional, na prevenção de agravos à saúde e no auxílio do tratamento de pessoas doentes.
Lembre-se, não existem na realidade bons ou maus alimentos  moderação e equilíbrio são as chaves para se manter saudável. A comida deve ser apreciada e é possível comer refeições deliciosas e bem preparadas que são simultaneamente saudáveis. 


Eu achei muito importante trazer esses assuntos até vocês, pois acredito que pessoas bem informadas, tem mais "armas" para vencer suas próprias batalhas! Se você, assim como eu, adorou aprender mais sobre a profissão Nutricionista e sobre o trabalho incrível da Bianca Sena, vou deixar abaixo o contato dela!


Beeeijo e não deixe de procurar um Nutricionista para cuidar bem da sua saúde!!
Postar um comentário